quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Minha primeira fotinha

Eu sou um grão de arroz (2mm), mas eu já fiz meu pai e minha mãe chorarem quando ouviram meu coraçãozinho batendo (91bpm).

Dizer mais o que?

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Ser gestante é...

...ter amor do tamanho de trilhões metros infinitos por um ser de 6mm.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

E de um grão de areia...

Luiza 
Tom Jobim


Rua
Espada nua
Boia no céu imensa e amarela
Tão redonda a lua
Como flutua
Vem navegando o azul do firmamento
E no silêncio lento
Um trovador, cheio de estrelas
Escuta agora a canção que eu fiz
Pra te esquecer Luiza
Eu sou apenas um pobre amador
Apaixonado
Um aprendiz do teu amor
Acorda amor
Que eu sei que embaixo desta neve mora um coração
Vem cá, Luiza
Me dá tua mão
O teu desejo é sempre o meu desejo
Vem, me exorciza
Dá-me tua boca
E a rosa louca
Vem me dar um beijo
E um raio de sol
Nos teus cabelos
Como um brilhante que partindo a luz
Explode em sete cores
Revelando então os sete mil amores
Que eu guardei somente pra te dar Luiza

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Oops, I did it again!

E eu sei, eu disse que seria diferente, eu disse que dessa vez ia crescer antes de me envolver em novos relacionamentos. Tá, tudo bem, eu me envolvi de novo! Leitor (a), não é que eu esteja me justificando, mas eu não planejei. Posso contar um segredo? Eu nunca planejei; acontece!

Só que eu juro que dessa vez é diferente. Por vários motivos. Eu sei que talvez não tenha dado tempo de eu real e efetivamente crescer, mas fato é que eu cresci. O que me incomodava antes hoje já não me incomoda tanto.

Por justo exemplo eu cito o fato de que eu simplesmente não quero saber o que meu namorado (e ainda é estranho (pra eu) dizer essa palavra e eu acho que ainda não caiu a minha ficha). Não que eu não goste dele ou que eu não me preocupe; eu gosto e me preocupo. Só que porrada na cara só é boa quando se extrai algum aprendizado, e eu aprendi que perder meu tempo imaginando o que os outros estão fazendo é uma tremenda falta de tempo e, pior, uma enorme falta do que fazer.

Decidi que darei 100% de voto de confiança e você leitor (a) que me conhece pode achar-me insana. Não! Não sou louca nem cega, tampouco surda.  Não estou fechando meus olhos, nem aceitando o que vier por falta de opção, se é o que quer saber e ficou com vergonha de perguntar. Cada um sabe o que é certo para si. Eu optei por confiar no juízo de valor do meu atual.

Liberdade é bom. Acredito que quando se gosta de alguém, não se prende. Todo ser humano deve ser livre para agir e pensar como bem entende. Eu descobri o que era amor no dia em que eu deixei um grande amor ir sem questionar.

Me sinto segura, confiante. Segurança é realmente aquela certeza inabalável de que tudo dará certo, não importa o resultado. E esse sentimento não permite, por exemplo, que eu me irrite com provocações infantis de uma ex-namorada infantil. Minha mãe sempre me disse que "o que é do homem, o bicho não come" e que "o que tiver que ser será". Eu posso atuar naquilo que eu consigo mudar (como as minhas atitudes perante o próximo, por exemplo), jamais poderei interferir no que não é meu pra decidir (a vontade de Deus, por exemplo maior).

Mesmo assim, peço à Papai do Céu que me abençoe.

Quase sem querer (Legião Urbana)

Tenho andado distraído,
Impaciente e indeciso
E ainda estou confuso,
Só que agora é diferente:
Sou tão tranqüilo e tão contente.
Quantas chances desperdicei,
Quando o que eu mais queria
Era provar pra todo o mundo
Que eu não precisava
Provar nada pra ninguém.
Me fiz em mil pedaços
Pra você juntar
E queria sempre achar
Explicação pro que eu sentia.
Como um anjo caído
Fiz questão de esquecer
Que mentir pra si mesmo
É sempre a pior mentira,
Mas não sou mais
Tão criança a ponto de saber tudo.
Já não me preocupo se eu não sei por que.
Às vezes, o que eu vejo, quase ninguém vê
E eu sei que você sabe, quase sem querer
Que eu vejo o mesmo que você.
Tão correto e tão bonito
O infinito é realmente
Um dos deuses mais lindos!
Sei que, às vezes, uso
Palavras repetidas,
Mas quais são as palavras
Que nunca são ditas?
Me disseram que você
Estava chorando
E foi então que eu percebi
Como lhe quero tanto.
Já não me preocupo se eu não sei por que.
Às vezes, o que eu vejo, quase ninguém vê
E eu sei que você sabe, quase sem querer
Que eu quero o mesmo que você.

Amém!